bemvindo@startify.com.br (27) 3019-7996
4 princípios para ser mais criativo
17/08/2015
0

Como você define criatividade? Se você buscar uma resposta mais específica do que “pensar fora da caixa” ou qualquer outro jargão, vai perceber que podem faltar palavras. Até porque, raramente pensamos nisso. E vamos combinar, ser criativo é mais importante do que saber definir criatividade. Em um mundo de constante mudança, que exige criatividade para sermos diferentes e atrair clientes, pouco importa a definição de criatividade, certo? O importante é fazer diferente!

Er… Mais ou menos. É fato que a forma como entendemos criatividade vai definir nossas ações para tentar maximiza-la nos momentos em que é necessária. E por isso vale a pena investir de 10 a 20 minutos para entender um pouco melhor como funciona essa tal criatividade.

Há alguns anos, eu tive a grande oportunidade de conhecer um cara diferenciado, chamado Christian Byrge. Na época, ele era um aluno na Universidade de Aalborg, Dinamarca, estudando para se tornar PhD. Ele já havia passado um período de sua pesquisa no Edward de Bono Institute da Universidade de Malta, dedicado à pesquisa e ensino de criatividade. Hoje em dia Christian é professor e pesquisador da universidade dinamarquesa, autor de livros sobre o ensino e a prática da criatividade e uma das maiores referências do tema bandas geladas do norte da Europa. Ele argumenta que, para uma pessoa, um grupo ou uma organização se tornarem mais criativos, é preciso adotar 4 princípios que vão permitir o uso ilimitado do conhecimento. Essa é a definição de criatividade usada por ele. Criatividade é o uso ilimitado do conhecimento. Os quatro princípios são:

1. Usar o conhecimento horizontal através do pensamento horizontal

Se você trabalha no setor de tecnologia da informação, por exemplo, as chances são de que você saiba muito sobre o assunto. E, provavelmente quando alguém te convida para uma reunião no trabalho, você não fala sobre o passeio com seu cachorro ou aquela partida online de video game – pelo menos não quando o assunto da reunião está sendo tratado. Quando você limita seu pensamento ao seu conhecimento “técnico” você está usando apenas o conhecimento vertical, que é apenas uma fração de tudo o que você sabe. O uso ilimitado do conhecimento é quando você consegue acessar toda a sua experiência, vivência e tudo mais o que você tem na cabeça, independente de qual a categoria em que esse conhecimento se encaixa. Quando você diz que poderia distribuir medalhas de “conquistas” para os empregados na empresa, você está fazendo uso do pensamento horizontal, tendo acesso ilimitado ao seu conhecimento.

Conquista do jogo World of Warcraft

Para quais “Conquistas” você daria uma medalha em sua empresa?

2. Ter foco total na tarefa

Isso significa foco TOTAL na tarefa. Christian sugere inclusive que o café e a água fiquem fora da sala. Se alguém levantar para pegar um café outros vão observar e podem querer um café também, a quantidade de açúcar que você usa pode dispersar o foco da tarefa e de repente todos estão falando do mal que o refrigerante faz à saúde em vez de pensar no problema para o qual a reunião foi marcada.

3. Proporcionar o pensamento paralelo

Em geral, nós seres humanos temos capacidade para cuidar de até 7elementos simultaneamente. Isso inclui inclusive memorizar um número de telefone de oito ou nove dígitos. Agora imagine como é isso para resolver problemas complexos como a realização de um evento. É preciso pensar no convite, no website, na recepção, na decoração, na alimentação, programação dentre tantas outras coisas que se multiplicam em vários detalhes. A soma é muito mais do que 7 elementos. O normal é dividir a equipe para que cada um possa pensar em apenas uma “vertical”, normalmente aquela mais próxima da nossa experiência (se sou da área financeira eu vou pensar no controle de receitas e despesas, por exemplo). Não que isso seja errado, só limita o uso do conhecimento. Se o objetivo for uma solução criativa, segundo Christian, é melhor que a equipe toda trabalhe, e pense, de forma paralela, um elemento por vez. Quando pessoas de diferentes backgrounds estiverem pensando na gestão financeira do evento, novas ideias podem surgir, diferentes das práticas comuns da área financeira.

4. Não perceber julgamento

Isso é bem diferente de “não julgar”. A verdade é que é muito difícil não julgar uma ideia imediatamente, seja verbal ou fisicamente. O esforço aqui é no sentido de evitar ao máximo que as pessoas exponham esse julgamento. Uma dica é evitar momentos de avaliação e apresentações de ideias e focar nos aprendizados e possibilidades que se abrem a partir do que for exposto pelos participantes. Evitar a experiência de julgamento ajuda as pessoas a deixarem suas máscaras de lado, evita a limitação ao tipo “certo” de conhecimento para a situação e mantém o foco na tarefa. Isso porque, se ter uma boa avaliação pelos colegas presentes for uma preocupação, adivinhar o que proporcionará essa avaliação positiva se tornará um foco concorrente da tarefa em questão.

Mckayla Maroney virou um meme e foi apontada como foto mais viral de 2012.

Mckayla Maroney, ginasta americana, claramente não se satisfez com sua medalha de prata durante as Olimpíadas de Londres em 2012. Ela não precisou dizer isso pra ninguém.

Conclusão

Em sua próxima reunião para resolver um problema, desenvolver uma ideia ou começar um novo projeto, tente adotar esses princípios. Deixe telefones fora da sala e estabeleça intervalos a cada uma hora para retornar ligações, por exemplo. Conte a quantidade de “nãos” ou de “julgamentos” oferecidos pelos colegas durante a reunião, mas não conte para ninguém! Caso contrário as pessoas vão se preocupar em evitar os nãos e os julgamentos em vez de focar na tarefa. Use essa informação para você pensar como organizar a próxima reunião de forma a evitar esse tipo de comportamento.

Aqui na Startify, esse aprendizado está sendo incorporado em nossas ações. Seja no planejamento de nossos workshops, em reuniões com clientes, e mesmo reuniões internas, temos encorajado as pessoas a guardarem celulares e computadores, evitar interrupções e manter o café fora da sala. O resultado tem sido bastante produtivo com a definição de algumas mudanças bastante radicais em alguns dos nossos serviços. Mudanças que mal podemos esperar para compartilhar por aqui. =)

Comentários